Orientação Profissional - o que isso tem a ver com você

Orientação Profissional
Orientação Profissional

Seja na escolha do curso universitário, ao ingressar no mercado de trabalho ou em uma transição de cargo ou emprego, a decisão sobre qual carreira seguir ou como (re)estruturá-la pode não ser simples devido a uma série de variáveis e influências presentes, mas muitas vezes não reconhecidas pela pessoa que escolhe.

Algumas destas variáveis destacam-se como alvo de um trabalho de Orientação Profissional e de Carreira e ao identificá-las, o processo possibilita um novo posicionamento do Orientando sobre seu momento profissional:

Falta de informação consistente sobre as possibilidades de inserção profissional.

Pode parecer óbvio, mas vale a pena ressaltar: a desinformação normalmente contribui para grandes dificuldades no momento da escolha. Adolescentes, por exemplo, tem pouco contato com atividades laborais e, caso tenham tido, possivelmente a experiência não tenha a ver com a fase de exploração profissional ou com um planejamento de carreira estruturado, mas com alguma necessidade externa, ou seja: se trabalharam, dificilmente o fizeram por escolha e com autonomia para experimentar e questionar o ambiente e a rotina de trabalho. Profissionais maduros, por outro lado, tornam-se tão especializados com o passar dos anos que dificilmente conseguem vislumbrar alternativas de atuação e de como acelerar sua carreira ou se lançar em novos mercados.

Diferenciar ocupação de profissão, trazer a dimensão do que é desenvolver uma carreira profissional e fornecer elementos que possibilitem entrar em contato com a prática do trabalho como rotinas, ambientes, relacionamentos, atributos técnicos e exigências é um aspecto inerente ao processo de Orientação Profissional. Isso instrumentaliza as pessoas que estejam pensando em iniciar ou reorientar sua carreira para uma avaliação do estilo de vida com o qual se sentem mais identificados.

Avaliação do mercado de trabalho relacionado a cada profissão.

No mundo atual, ao mesmo tempo em que novas carreiras surgem, outras desaparecem, fazendo com que as escolhas profissionais e os planos de carreira precisem ser constantemente revistos. Esclarecer os estereótipos e (pré)conceitos construídos em nossa sociedade com relação às profissões se torna de grande valia para que a escolha seja feita de forma menos determinista e fantasiosa, e mais autônoma e realista.

É importante também considerar o problema do emprego/desemprego ligado às diferentes atividades. Muitas profissões possuem uma imagem de garantia de estabilidade, porém a ideia de segurança inabalável cada vez menos se adequa à nossa realidade social. Financiamento coletivo, economia em rede, equipes globalizadas, automações cada vez mais especializadas e postos de trabalho terceirizados são apenas alguns exemplos de novos modelos de oferta e demanda profissional. Desmistificar os tradicionais planos de carreira se torna relevante para uma escolha sustentável.

Expectativas pessoais com relação à profissão e ao desenvolvimento de carreira.

As expectativas pessoais, influenciadas pelos valores familiares, sociais e culturais, impactam diretamente o processo de escolha. Reconhecer valores, afinidades, desafios, limites e habilidades é o primeiro passo no caminho rumo à construção da própria identidade profissional. Metas só fazem sentido quando nos oferecem um propósito, quando consideram os sonhos e medos individuais, que são os verdadeiros motivadores para que lutemos ou não por um determinado objetivo.

Trabalhar esta dimensão subjetiva, portanto, se mostra igualmente importante com relação às questões objetivas mencionadas anteriormente, pois é na integração das duas que se dá a escolha.

Considerando os três aspectos abordados, o processo de desenvolvimento profissional implica e afeta diversos atores sociais: estudantes, profissionais, familiares, instituições de ensino, organizações privadas e públicas. Isso reafirma o sentido de uma rede de apoio que compartilha as responsabilidades, perdas e conquistas de cada um de seus integrantes. Como exemplo, podemos pensar sobre os fatores que podem fazer com que o número de desistências nos cursos universitários seja tão grande. Segundo dados que se repetem ano a ano nas publicações sobre vestibulares e universidades, em média, 20%* dos ingressantes no Nível Superior desistem de seus cursos já no primeiro semestre de aulas, o que representa um custo de mais de R$6 bilhões anuais em investimento público e privado. Se considerarmos ainda que os indicadores de rotatividade em grandes empresas chegam a ultrapassar 30%** do quadro de funcionários anualmente, começamos a entender a dimensão do impacto que a insatisfação com os estudos ou o trabalho geram nas pessoas, na sociedade e na economia atuais. São números altos para um grande investimento que se faz em preparação educacional e em desenvolvimento de carreira.

A apropriação de nossa história pessoal e da história do grupo social do qual fazemos parte favorece o desenvolvimento da capacidade crítica e criativa, possibilitando a construção de um projeto de vida integrado.

O principal resultado esperado no trabalho de Orientação Profissional é que o orientando, ao final do processo, tenha maior clareza das variáveis que influenciam seu processo decisório e, assim, tenha condições para determinar suas escolhas. Não há que se oferecer respostas prontas, pois estas não bastariam, mas sim buscar instrumentalizar o indivíduo para que ele escreva sua própria história e tenha a segurança necessária para atualizá-la sempre.

*MEC, 2013. || **FECOMERCIO/SP, 2015.

Marina Botteon Bergamaschi fez Psicologia, Licenciatura e Especialização em Orientação Profissional e de Carreira, todos na USP. Atuou em consultório particular, escola, hospitais, consultorias e empresas nacionais e multinacionais. A vivência clínica em terapia Junguiana e Coaching e a experiência organizacional em Recursos Humanos, proporcionaram um olhar humanista que se uniu à paixão por escrever para criar este e outros textos. É sócia-fundadora da TRID – Trabalho e Identidade, empresa especializada em Orientação Profissional e de Carreira.

Write a comment

Comments: 0

Receba conteúdo exclusivo

 

(11) 9 5057-9410

 

Alphaville | Berrini | Granja Viana

Higienópolis | Pinheiros | Vila Madalena

São Paulo - SP

 

Empresa registrada no CRP/SP: 06/5671/J